Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Matéria e Partícula, uma ilusão de percepção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Matéria e Partícula, uma ilusão de percepção

Mensagem por rodrigo torri de araujo em 20th Junho 2012, 21:41

Tendo em vista inúmeras evidencias, sou levado a concluir que não existe matéria em nosso universo.

Somos em ultima análise estruturas formadas por conglomerados de unidades de ondas ressonantes de propriedades corpusculares e não particulas.

Matéria é a percepção que fazemos de nos mesmos na condição de ondas de que somos constituídos a se manifestarem em um meio onde este meio seria o próprio vácuo.

No entanto descrevemos o vácuo como a uma área do espaço destituída de matéria onde nada existe.

Sendo assim alguns poderiam questionar esta possibilidade; pois como um meio destituído de qualquer natureza pode servir de meio para a propagação de algo?

No entanto não podemos nos esquecer que neste caso estaríamos fazendo a descrição deste meio na condição de ondas do mesmo.

Para uma maior compreensão do enunciado acima solicito que siga o seguinte raciocínio:

O que é matéria?

Defini-se como matéria tudo aquilo que possui massa.

O que é massa?

Poder-se-ia definir como massa a propriedade de determinadas estruturas interferirem na inércia uma das outras.

Sendo assim poderemos concluir que percebemos como matéria a tudo aquilo em nosso universo que interfere diretamente nas disposições de nossos elementos ou seja, que provocam alterações em nossos órgãos dos sentidos ou em nossos aparelhos de mensuração.

Agora imagine a seguinte analogia de uma onda na superfície de um liquido a se propagar em rota de colisão com outra onda.

Na ocasião da colisão elas iram provocar alterações na disposição das mesmas de modo que elas se perceberiam como matéria, assim como nos percebemos a nos mesmos.

Por outro lado, qual seria a leitura de que esta onda faria do liquido em que a mesma se manifesta?

O liquido em que ela se manifesta em nada interfere em sua disposição ele apenas serve de meio para que a mesma se manifeste.

Sendo assim esta onda o descreveria como a uma região do espaço destituído de matéria onde nada existe.

Pois com já foi citado esta é exatamente a descrição de que fazemos do vácuo.

Sendo assim poderemos concluir que de fato somos ondas a se propagarem por um meio quando este meio é o próprio vácuo.

Atualmente com a utilização do LHC muito se tem empenhado na descoberta de evidencias para a descrição do que se definiria quanto ao Bóson de Higgs.

Acredito que estas evidencias jamais se manifestaram.

Pois o que esta se pretendendo fazer neste caso, é a detecção das unidade estruturais de que seria constituído o nosso próprio meio.

Estas unidades existem de fato, mas não nos é detectável na perspectiva de ondas de que somos constituídas a se manifestarem neste meio constituídos por estas estruturas.

Percebemo-las como ao vácuo!

Obs: Não tenho a pretensão de atestar na plenitude o que estou a descrever e muito espero a opiniões dos demais a fim de situar-me, para o quão poderia estar perto da verdade ou do absurdo.

Muito obrigado pelos que tiveram a paciência de ler o texto em questão!

rodrigo torri de araujo
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 60
Idade : 51
Localização : Belo Horizonte

http://rodrigotorri@terra.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Matéria e Partícula, uma ilusão de percepção

Mensagem por Xevious em 21st Junho 2012, 12:36

rodrigo torri de araujo escreveu:Tendo em vista inúmeras evidencias, sou levado a concluir que não existe matéria em nosso universo.
Ora bolas mas isso é dialética

É como se eu disser, que não existe carro, mas entro num carro, giro a chave e saio andando.

Afinal, se não tem matéria no nosso universo, onde é que tem?
Não teria em nenhum lugar, certo?

Então o nome "matéria" é que não se aplica a nada.
Mas então teríamos um substantivo vago a ser utilizado.
E logo podemos utiliza-lo naquilo que não é matéria mas afinal não temos ainda um nome pra ele, vamos dar o nome disso de ... matéria..
Pronto, deu na mesma.

Mas brincadeiras a parte a ciência já sabe a um bocado de tempo que a solidez da matéria é ilusória a níveis atômicos, mas afinal na prática ela é bem real.

Agora se a origem da constituição dela seja por uma onda ou por uma partícula isso é detalhe.

Pode muito bem ser algo que nunca conceituamos, uma onda "vazia" mas que por ser onda, e ter "efeitos" de onda, cria a nossa ilusão de solidez.



Normalmente uma onda é produzida por algo que a provoca, e normalmente ela é produzida por algo físico.
É assim quando atiramos uma pedra na agua ou quanto ao próprio som.
Mas já não é assim quanto a ondas de rádio, mas estas não tem uma relação cinética.

Ou seja uma grande caixa de som, pode fazer com que o som produzido por ela, faça tremer a xicara do seu café, e veríamos então a propagação da onda sonora dentro da xicara.
Já nem a mais pontente antena de rádio, produziria algum efeito na sua xicara ou em outra coisa física qualquer.


Mas talvez a "onda" constituínte doq costumamos definir como partículas seria diferente, talvez ela seja provocada por algo "não físico" mas tenha propriedades físicas..



Mas já por outro lado, descobriram recentemente que um eletron pode ser dividido, e suas duas partes seriam constituídas por de um "lado" sua partícula e de outro lado seu "aspecto de onda"..
Mais detalhes aqui => Descobriram duas partes do elétron

Xevious
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 682

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Matéria e Partícula, uma ilusão de percepção

Mensagem por rodrigo torri de araujo em 22nd Junho 2012, 04:27

Para Xevious:

De fato considero que não existam carros em nosso universo.

O que existem de fato são ondas em formato de carros a se deslocarem através de seu meio, sendo este meio o próprio vácuo!

Ao declarar que não existe matéria em nosso universo, à ideia de que estava tentando passar é a de que tudo aquilo que consideramos matéria em nosso universo na realidade não são matéria, mas sim ondas, mais especificamente estruturas formadas por conglomerados de unidades de ondas ressonantes de propriedades corpusculares.

Outra ideia que estava tentando passar é a de que também não existem partículas em nosso universo, mas sim unidades de ondas de propriedades corpusculares, devendo a percepção de partícula desta unidade de onda, ser devido a sua propriedade corpuscular.

A percepção de matéria e de partícula em nosso universo se deve a leitura de que nós fazemos destas estruturas na condição de ondas que somos.

O mesmo acontece com a mensuração da velocidade da luz em diferentes referenciais, quando a mesma mantém-se constante.

Pois diferentemente de sermos constituídos de matéria a existir de forma absoluta no universo a mensurar a velocidade da luz, somos assim com a luz, ondas a se propagar pelo mesmo meio, neste casso o vácuo.

Ao mensurar a velocidade de um faixo de luz, estando você se deslocando por este faixo em diferentes direções e velocidades, a velocidade mensurada deste faixo será sempre a mesma, pois sendo ondas ao nos deslocarmos através de nosso meio assim como faz a luz, mensuramos o tempo de forma diferente na mesma proporção da esperada diferença da mensuração das velocidades da luz nestas diversas situações.

Espero ter sido mais elucidativo desta vez, caso contrário observações referentes ao texto são muitas bem vindas.

rodrigo torri de araujo
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 60
Idade : 51
Localização : Belo Horizonte

http://rodrigotorri@terra.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum