Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 4th Julho 2014, 19:05

Luz atrasada?


Conta de luz atrasada - E agora CERN? 211cer10

Ereditato: Fiat Lux?

O físico James Franson, da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, está causando um rebuliço na comunidade física mundial ao apresentar cálculos que indicam que a velocidade da luz pode ser menor do que se calculava.

Isso implica em muitas coisas radicais do ponto de vista da física atual. Por exemplo, que os neutrinos seriam mais rápidos do que a luz, o que deve estar deixando os físicos do laboratório Gran Sasso alvoroçados.

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 010130140704-supernova-sn1987a

Imagem do que restou da explosão da supernova SN 1987A -
Os neutrinos chegaram à Terra quase cinco horas antes dos fótons.

[Imagem: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)/A. Angelich]

Segundo a Teoria da Relatividade Geral, a velocidade da luz no vácuo - o "c" na famosa equação de Einstein - é uma constante equivalente a 299.792.458 metros por segundo.

É o chamado "limite de velocidade universal", já que nada pode viajar mais rápido do que isso - nem mesmo neutrinos.

Franson analisou justamente a diferença de velocidade entre neutrinos e fótons detectados na famosa supernova SN 1987A - detectada em 1987, esta foi a primeira supernova a ser observada a olho nu em 383 anos.

Ocorreu que os instrumentos indicaram que os neutrinos emitidos pela explosão cósmica chegaram à Terra 4,7 horas antes que os fótons, algo totalmente inesperado e em desacordo com as leis da física.

A saída mais fácil foi concluir que os neutrinos vieram da SN 1987A, mas os fótons devem ter vindo de algum outro lugar.

Polarização do vácuo

Franson argumenta que essa saída pouco elegante é desnecessária porque os fótons podem ter tido sua velocidade reduzida no caminho devido a um fenômeno conhecido como polarização do vácuo, um processo no qual um fóton se divide em um elétron e um pósitron, a versão de antimatéria do elétron.

A polarização do vácuo é um fenômeno bem conhecido pela teoria quântica dos campos, que sabe também que essa separação do fóton em elétron e pósitron dura muito pouco, com os dois recombinando-se novamente em um fóton, que prossegue sua viagem.

Franson argumenta que isso deve criar um diferencial gravitacional entre o par de partículas durante os momentos de separação do fóton. Se for verdade, há um pequeno impacto de energia quando os dois se recombinam - pequeno, mas o suficiente para retardar ligeiramente o fóton.

Como a supernova SN 1987A está a 168.000 anos-luz da Terra, esse processo deve ter-se repetido incontáveis vezes, e o somatório dos pequenos retardos gerados em cada decaimento-recombinação pode explicar as 4,7 horas que os fótons demoraram a mais para chegar em relação aos neutrinos, que não sofrem o mesmo processo.

Assim, conclui Franson, não é que os fótons da explosão da supernova tenham chegado atrasados: a velocidade da luz é que é menor do que se calculava.



Mais detalhes em:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=velocidade-luz-menor&id=010130140704#.U7bpt5RdVA0


Última edição por Jonas Paulo Negreiros em 3rd Agosto 2019, 11:10, editado 8 vez(es)
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 4th Julho 2014, 20:38

Correção aparente para a velocidade da luz no potencial gravitacional

Resumo
Os efeitos das interações físicas são geralmente incorporados à teoria quântica pela inclusão dos termos correspondentes no Hamiltoniano. Aqui nós consideramos os efeitos de incluir a energia potencial gravitacional de partículas massivas no Hamiltoniano da eletrodinâmica quântica. Isso resulta em uma correção prevista para a velocidade da luz que é proporcional à constante da estrutura fina. A correção da velocidade da luz obtida dessa maneira depende do potencial gravitacional e não do campo gravitacional, que não é invariante de calibre e presumivelmente não físico. No entanto, os resultados previstos estão de acordo com as observações experimentais de Supernova 1987a.

Texto original, em inglês:

Apparent correction to the speed of light in a gravitational potential

http://iopscience.iop.org/1367-2630/16/6/065008/article

Hamiltoniano (mecânica quântica)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Em mecânica quântica, o Hamiltoniano H é um operador cujo observável correspondente à energia total do sistema. Como todos os observáveis, o espectro do Hamiltoniano é o conjunto de possíveis resultados quando mede-se a energia total de um sistema.

Como qualquer outro operador auto-adjunto, o espectro do Hamiltoniano pode ser decomposto, via suas medidas espectrais, em pontos "puros", absolutamente contínuos, e partes singulares.

O espectro de pontos puros pode ser associado a autovetores, os quais por sua vez são estados ligados do sistema. Os espectros absolutamente contínuos correspondem aos estados livres.

O espectro singular, curiosamente, compreende resultados fisicamente impossíveis. Por exemplo, considere-se o potencial propriamente finito, o qual admite estados ligados com energias negativas discretas e estados livres com energias positivas contínuas.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hamiltoniano_(mec%C3%A2nica_qu%C3%A2ntica)

Entendestes No ?

Piada que circula na Rede:

Neutrino find challenges Einstein

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Einrac10

Crédito: humberetc.com

Façam suas apostas, senhores...


Última edição por Jonas Paulo Negreiros em 3rd Agosto 2019, 10:59, editado 13 vez(es)
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 5th Julho 2014, 11:52

O problema da Supernova e neutrinos têm ligação direta com a gravidade. Mas...

... Existe mesmo gravidade?

Somente há aceleração de um ponto material quando há variação de velocidade do mesmo, dentro de escala espacial e temporal conhecidas. A gravidade newtoniana não é uma exceção.

Quando daqui na Terra, um elevador que se encontra no ponto mais alto de um prédio tem seu cabo de aço cortado, tudo que está dentro do habitáculo perde seu peso. Para que tudo perca seu peso, é necessário que elevador aproxime-se do raio da Terra num movimento relativamente retilíneo, cuja aceleração é de 9,8 m/s^2.

Se esta experiência for feita com um foguete no espaço sideral, onde não há gravidade, assim que foguete iniciar um movimento acelerado de 9,8 m/s^2 em qualquer direção, tudo que estiver dentro da nave, passará a ter seu peso como se estivesse na Terra.

Existe mesmo gravidade?

Somente há aceleração de um ponto material quando há variação de velocidade do mesmo, dentro de escala espacial e temporal conhecidas. A gravidade newtoniana não é uma exceção.

Quando daqui na Terra, um elevador que se encontra no ponto mais alto de um prédio tem seu cabo de aço cortado, tudo que está dentro do habitáculo perde seu peso. Para que tudo perca seu peso, é necessário que elevador aproxime-se do raio da Terra num movimento relativamente retilíneo, cuja aceleração é de 9,8 m/s^2.

Se esta experiência for feita com um foguete no espaço sideral, onde não há gravidade, assim que foguete iniciar um movimento acelerado de 9,8 m/s^2 em qualquer direção, tudo que estiver dentro da nave, passará a ter seu peso como se estivesse na Terra.

No primeiro caso, a aceleração do elevador anula a gravidade. No segundo caso, aceleração do foguete produz gravidade onde ela não não existe. Isso não é uma contradição?
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 7th Julho 2014, 01:09

Jonas Paulo Negreiros escreveu:No primeiro caso, a aceleração do elevador anula a gravidade. No segundo caso, aceleração do foguete produz gravidade onde ela não não existe. Isso não é uma contradição?
A sua observação é pertinente, mas a aparente incoerência ou contradição citada, se deve ao uso inadequado do Princípio de Equivalência de Einstein.

Este princípio afirma que a massa gravitacional é equivalente à massa inercial, ou seja, um astronauta sentado numa cadeira, na sala de controle de um foguete pousado numa plataforma na superfície terrestre, cuja aceleração gravitacional é 9,8 m/s², não consegue distinguir se a aceleração que percebe, resulta desta condição (gravitacional) citada, ou de uma outra, onde o mesmo astronauta se situa num foguete acelerado no espaço sideral com aceleração também de 9,8 m/s², porém desta vez (inercial), imposta por seus propulsores. É por isto que se conclui que a gravidade também é uma curvatura espaço tempo.

Também decorre do mesmo princípio que nas duas condições, se o astronauta pular pela janela, ele verá o foguete se afastar de si de forma acelerada, e é incapaz de discernir em qual das condições a aceleração se deve à gravidade ou a ação de propulsores, porque um astronauta em queda livre, se equivale, ou se encontra nas mesmas condições que um outro, abandonado no espaço sideral.

Portanto, quando o elevador que você citou, despenca, o observador (de olhos vendados) situado dentro dele, não consegue identificar a queda livre em relação à superfície terrestre, apenas percebe a ausência de forças do piso sob seus pés.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 7th Julho 2014, 08:46

Bosco escreveu:
Jonas Paulo Negreiros escreveu:No primeiro caso, a aceleração do elevador anula a gravidade. No segundo caso, aceleração do foguete produz gravidade onde ela não não existe. Isso não é uma contradição?
A sua observação é pertinente, mas a aparente incoerência ou contradição citada, se deve ao uso inadequado do Princípio de Equivalência de Einstein.

Obrigado, Bosco, pelas claríssimas explicações. Faço-lhe mais uma pergunta:
Quando o uso do Princípio de Equivalência de Einstein é adequado?
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 8th Julho 2014, 03:01

Quis dizer que comparar um elevador em queda livre, por estar relativamente acelerado, com um foguete que está absolutamente acelerado, não está de acordo com o Princípio de Equivalência, que prevê que estas duas situações são distintas, não se equivalem.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 8th Julho 2014, 09:38

Bosco escreveu:Quis dizer que comparar um elevador em queda livre, por estar relativamente acelerado, com um foguete que está absolutamente acelerado, não está de acordo com o Princípio de Equivalência, que prevê que estas duas situações são distintas, não se equivalem.


Grato, Bosco.

Essas duas experiências não são equivalentes pelas bases da relatividade geral einsteniana.

Os dois casos são absolutamente equivalentes pela relatividade galileana, desde que adotemos as bases (em construção) da expansão radial do cosmos. Afinal, os dois veículos são acelerados, pois não?

Pressinto que a TRR e  a TRG estão dando seus últimos suspiros. Que digam os neutrinos superluminais.
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 9th Julho 2014, 17:23

Fui buscar na Rede alguma refutação às idéias de James Franson.
Afinal, o assunto é muito sério para ser mostrado de um único ponto-de-vista.

Encontrei uma matéria de Luboš Motl  (físico teórico das cordas) em seu próprio blog. A tradução é gogliana:

"Descoberta" de Franson sobre a velocidade da luz

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Lm-klaus

Luboš Motl

O "avanço" de Franson em relação à velocidade da luz

Cada vez mais patéticos, os artigos malucos estão sendo promovidos pelos estabelecimentos, chamando-se "mídia científica" em uma freqüência cada vez maior, que provavelmente superou o valor de "um papel de crack por dia" há muito tempo.

Nos últimos dias, muitos jornalistas ficaram obcecados com o tema de que "a velocidade da luz pode estar errada". Os lugares onde você poderia ler essas coisas incluíam The Daily Mail e Pakistan's The Nation, alegando que Einstein estava errado o tempo todo no mesmo título, The Huffington Post, The Financial Express, Science Alert, e dezenas de outros.

O mais chocante é que existe um site chamado The Physics arXiv Blog, que elogia essas coisas também e o texto parece similar ao "real" arXiv Blog da Física, embora eu não consiga encontrá-lo lá. 

Um minuto é suficiente para descobrir em que esses artigos notáveis ​​são baseados. Eles são baseados em uma pré-impressão de php-ph de 2011:

Correção aparente da velocidade da luz em um potencial gravitacional
por James Franson, um aspirante a surfista de Baltimore. (Como você espera, ele não conhece nenhum TEX.) Neste momento, este texto de estilo viXra de 3 anos de idade foi publicado em um "New Journal of Physics". Alguns dos "meios científicos" estão impressionados com a afirmação de que este periódico é "revisado por pares", aparentemente não percebendo que os revisores são colegas de James Franson, ou seja, outros maníacos hardcore.
 

A pré-impressão tem exatamente uma citação após esses 3 anos, de um artigo de outro louco chamado Parthasarathy que acreditava (e "justificava") que as alegações superluminais da OPERA estavam certas e que elaboraram uma autocitação por um "artigo" que tem zero . Nenhum dos jornalistas parece se importar com esse "feedback" e eu acho que a grande maioria deles nem sequer olhou ou não entendeu o conceito da citação.

De qualquer forma, o artigo de Franson é um fluxo ininterrupto de bobagens. Não é um papel com vários bugs em vários lugares. É um trabalho cuja quase todas as frases mostra que o autor é completamente ignorante sobre a física básica.

Ele fala sobre "referenciais globais" na relatividade, aparentemente perdendo que o ponto-chave da relatividade (e a razão por trás de seu nome) é que quase todas as quantidades devem ser expressas relativamente a um quadro específico e nenhum quadro é melhor que outros.

Ele diz que o potencial gravitacional é "invariante em calibre", embora certamente não seja invariante em calibre (ou seja, invariante sob difeomorfismos) em GR. Ele diz que os campos gravitacionais não são invariantes de calibre, embora alguns aspectos dos campos gravitacionais (como os invariantes construídos a partir do tensor de Riemann) sejam invariantes de calibre.

Os jornalistas "concluem" que a velocidade da luz não é ou não era 299.792.458 m / s, embora um metro esteja atualmente definido de tal forma que seja garantido que a velocidade da luz, se é definida, é igual a esta constante. Dizer que a velocidade da luz não é 299.792.458 m / s é tão tautologicamente falsa como se você definisse "dois" como "um mais um" e então você afirma que não é igual a "um mais um". Isso simplesmente não pode acontecer. Você é mostrado como um completo imbecil se você escreve coisas semelhantes, e a maioria deles faz isso.

Se os neutrinos vindos da Supernova 1987a discutidos no papel estivessem "realmente" chegando mais rápido que os fótons, e se fossem porque são intrinsecamente mais rápidos (e não porque foram criados antes), e tenham certeza de que este "se" não pode ser realizado no mundo real, então isso significaria que a velocidade dos neutrinos era superior a 299.792.458 m / s, mas a velocidade dos fótons era, por definição, 299.792.458 m / s.

Franson usa a relatividade geral como justificativa e nega todos os seus princípios no mesmo momento. Ele afirma incorretamente que todas as leis deriváveis ​​do GR devem contradizer a mecânica quântica. Na realidade, os princípios de GR e QM são compatíveis e suavemente reconciliados pela teoria das cordas, mas mesmo com métodos e regras muito mais diretos do que a teoria das cordas, pode-se combinar GR e QM de uma maneira que permaneça consistente mesmo para questões muito mais detalhadas que Franson poderia até sonhar em abordar. E ele desenvolve uma maneira absurda de argumentar que os processos de loop adicionam correções de ordem à constante de estrutura fina, α, à velocidade da luz. É impossível porque a invariância de Lorentz que garante a velocidade fixa e universal da luz é necessária mesmo no nível quântico e é usada para restringir a teoria. Não há apenas correções de loop para a velocidade da luz. Se a invariância de Lorentz pudesse romper por processos genéricos no nível de um loop, seria inútil falar sobre a invariância em primeiro lugar.

Em algum mundo hipotético louco, poderíamos falar sobre neutrinos que são mais rápidos do que fótons - essa especulação "e se" está voltando para o atoleiro da OPERA etc. - mas isso simplesmente significaria que a relatividade está errada e uma nova teoria ( com novos princípios aproximadamente tão restritos quanto os da relatividade) teriam que ser escritos. Nenhum dos quase-argumentos caóticos combinando aleatoriamente algumas palavras-chave da relatividade com uma completa negação da relatividade - nada do lixo verbal do qual o artigo de Franson é composto - poderia substituir esse processo de construção de uma nova teoria.

Eu preciso parar porque não faz sentido tentar "corrigir" o papel. Se você apagar todas as frases que estão pelo menos 50% erradas, nada será deixado no papel. Cada sentença nestas 25 páginas é pelo menos parcialmente errada, geralmente em um nível conceitual básico, e corrigir este artigo inteiro significaria escrever 250 páginas de um texto pedagógico que seria completamente inútil porque as pessoas que não são atordoadas por a estupidez do texto de Franson (entender que 5% dos erros desconcertantes de Franson deve ser o suficiente) simplesmente não consegue entender nenhuma física, mesmo que você a explique 10 vezes mais devagar. Portanto, seria um caso de pérolas atiradas para os suínos.

Os jornalistas que estão promovendo essas coisas não foram claramente ensinados por suas mães a evitar comer cocô. Tem sido um grave erro o fato de terem sido permitidas por essas mães deixarem seus berços e jogarem fora as chupetas. Mas a celebração de material similar - e de fato, cada vez mais idiota - está se tornando tão frequente e onipresente que alguém está lutando contra moinhos de vento se quiser consertar a tendência. A convergência do público em geral em direção à idiocracia é imparável e chegará cerca de 20 vezes mais cedo do que o filme de ficção científica imaginado.

No mesmo momento, muitas coisas maravilhosas estão acontecendo em física genuína e legítima, ver, e. a lista de palestras no Strings 2014. Os jornalistas não fazem esforço algum para entender ou apresentar essas coisas.


fonte:

http://motls.blogspot.com.br/2014/06/fransons-breakthrough-concerning-speed.html


Comentários.

Motl é um jovem cientista tcheco, de competência reconhecida entre os físicos quânticos. Apesar da sofrível tradução automática, noto arrogância, irreverência e falta de cautela em suas proposições.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lubo%C5%A1_Motl


Última edição por Jonas Paulo Negreiros em 3rd Agosto 2019, 11:19, editado 7 vez(es)
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 12th Julho 2014, 11:26

Jonas Paulo Negreiros escreveu:
Bosco escreveu:Quis dizer que comparar um elevador em queda livre, por estar relativamente acelerado, com um foguete que está absolutamente acelerado, não está de acordo com o Princípio de Equivalência, que prevê que estas duas situações são distintas, não se equivalem.

Grato, Bosco.

Essas duas experiências não são equivalentes pelas bases da relatividade geral einsteniana.

Os dois casos são absolutamente equivalentes pela relatividade galileana, desde que adotemos as bases (em construção) da expansão radial do cosmos. Afinal, os dois veículos são acelerados, pois não?

Pressinto que a TRR e  a TRG estão dando seus últimos suspiros. Que digam os neutrinos superluminais.

Recebi o comentário de um colega do fórum de foguetes australiano:

Não, não é. No caso de o elevador em queda, a gravidade atua sobre o elevador e o ocupante, de modo que não é necessário um estar em contacto com o outro. No caso de o foguete, o impulso do motor é apenas sob o foguete. Se empuxo do motor também pudesse agir simultaneamente sobre o ocupante sem a necessidade de fazer contato, o resultado seria indiscernível do elevador em queda.

Muito boa explicação do colega Mattew.

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 737cer10

Mas esta condição resolve o problema...

Mais comentários

De acordo com Einstein, a gravidade é resultado da deformação espaço-tempo, próxima a um corpo qualquer.

Por exemplo, um astronauta que está em órbita terrestre não sente a atração gravitacional da Terra; é como se o astronauta estivesse caminhando em linha reta.

Mas, de acordo com as bases da expansão radial de todos os corpos, inclusive da energia de cada um, o astronauta caminha em linha reta mesmo!

O único detalhe é que, ao abandonar a Terra, o corpo do astronauta "guarda" o momento angular da Terra, isto é: também gira 360 graus a cada 24 horas em relação ao centro de gravidade de seu corpo.

fonte:
http://www.ausrocketry.com/forum/viewtopic.php?f=8&t=4513&p=54189#p54189


Última edição por Jonas Paulo Negreiros em 3rd Agosto 2019, 14:10, editado 3 vez(es)
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 14th Julho 2014, 02:58

Jonas, veja as figuras:

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 1o0qif

O que o Princípio de Equivalência afirma, é que os dois foguetes da esquerda (voando) são respectivamente equivalentes aos dois foguetes da direita (pousado) em termos de aceleração, ou seja, A=C e B=D. Não existe portanto nenhuma medição que o astronauta possa fazer, que lhe torne capaz de discernir se a origem da aceleração é gravitacional ou inercial (por motores).

Perceba que é esta análise que permite concluir que a gravidade deve ser então uma curvatura espaço tempo.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 19th Julho 2014, 14:52

Bosco escreveu:Jonas, veja as figuras:

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 1o0qif

O que o Princípio de Equivalência afirma, é que os dois foguetes da esquerda (voando) são respectivamente equivalentes aos dois foguetes da direita (pousado) em termos de aceleração, ou seja, A=C e B=D. Não existe portanto nenhuma medição que o astronauta possa fazer, que lhe torne capaz de discernir se a origem da aceleração é gravitacional ou inercial (por motores).

Perceba que é esta análise que permite concluir que a gravidade deve ser então uma curvatura espaço tempo.

Oi, Bosco!

Envio a você e aos colegas interessados no assunto "princípio de equivalência", um trabalho crítico de fôlego:

https://globaljournals.org/GJSFR_Volume13/2-Errors-of-the-Wheeler-School-the.pdf
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 20th Julho 2014, 13:55

Bosco escreveu:Jonas, veja as figuras:

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 1o0qif

O que o Princípio de Equivalência afirma, é que os dois foguetes da esquerda (voando) são respectivamente equivalentes aos dois foguetes da direita (pousado) em termos de aceleração, ou seja, A=C e B=D. Não existe portanto nenhuma medição que o astronauta possa fazer, que lhe torne capaz de discernir se a origem da aceleração é gravitacional ou inercial (por motores).

Perceba que é esta análise que permite concluir que a gravidade deve ser então uma curvatura espaço tempo.

Bosco,
Grifei o último parágrafo de sua postagem, pois o mesmo suscitou uma questão intrigante:
- Como se calcula o raio da curvatura espaço-tempo?
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 21st Julho 2014, 03:53

A curvatura espaço tempo depende da distribuição física da massa.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 21st Julho 2014, 09:17

Bosco escreveu:A curvatura espaço tempo depende da distribuição física da massa.

Bem, essa resposta também serve para a ação da gravidade de Newton.
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 23rd Julho 2014, 10:26

O AVAL DA GENIALIDADE

A dificuldade para entender a relatividade geral pode ser ilustrada pelo diálogo entre um jornalista e [Arthur] Eddington:

Jornalista:
Professor Eddington, é verdade que apenas três pessoas no mundo entendem a teoria da relatividade geral de Einstein?

Eddington:
Quem seria o terceiro  Very Happy ?

A resposta de Eddington seria correta, se supõe-se que tanto Einstein e Eddington
entenderam a relatividade geral, [e] a terceira pessoa seria Zhou Pei-Yuan [1, 2], que nasceu em 1902.

Zhou é provavelmente o primeiro teórico que entendeu corretamente que não poderia rejeitar levianamente este princípio [entre massa inercial e massa gravitacional]; especialmente por que [isso] foi feito implicitamente [4].

[Zhou Peiyuan (chinês: 28 de agosto de 1902 - 24 de novembro de 1993) foi um físico teórico de renome da China. Ele foi presidente da Universidade de Pequim, e acadêmico da Academia Chinesa de Ciências (ACC).]

Fontes:

https://globaljournals.org/GJSFR_Volume13/2-Errors-of-the-Wheeler-School-the.pdf

http://en.wikipedia.org/wiki/Zhou_Peiyuan
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 8th Setembro 2014, 09:31

Bosco escreveu:Jonas, veja as figuras:

Conta de luz atrasada - E agora CERN? 1o0qif

O que o Princípio de Equivalência afirma, é que os dois foguetes da esquerda (voando) são respectivamente equivalentes aos dois foguetes da direita (pousado) em termos de aceleração, ou seja, A=C e B=D. Não existe portanto nenhuma medição que o astronauta possa fazer, que lhe torne capaz de discernir se a origem da aceleração é gravitacional ou inercial (por motores).

Perceba que é esta análise que permite concluir que a gravidade deve ser então uma curvatura espaço tempo.

Bosco,

Li em uma postagem no site GSJ Physics Forums (um ninho de anti-relativistas), uma "experiência mental" que põe em xeque o princípio da equivalência. O texto está em inglês:

http://www.network54.com/Forum/304711/thread/1410059020/last-1410154641/Equivalence+Principle-+A+Simplified+Test

Gostaria de saber de sua opinião.


Última edição por Jonas Paulo Negreiros em 3rd Agosto 2019, 11:35, editado 1 vez(es)
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 9th Setembro 2014, 02:45

Pelo que entendi, ele propõe, prender um rifle que atira automaticamente para cima, e um sensor de frequência dos tiros preso no teto do elevador.
Ele acredita que pelo fato do foguete estar "subindo" (no espaço profundo) quando acelerado artificialmente (pelos motores), a bala atirada de "baixo para cima", vai demorar mais para chegar ao teto porque o foguete está se deslocando no mesmo sentido.
Ledo engano! Ele não deve ter considerado que neste caso, a bala não parte de repouso, como no caso quando o foguete está estacionado na Terra. Quando a bala parte, ela já tem a mesma velocidade do foguete acelerado artificialmente, e esta velocidade inicial, compensa a diferença no final do percurso, deixando tudo igual nas duas condições (na Terra e no espaço).
Einstein não seria tão ingênuo, nem a comunidade científica.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 9th Setembro 2014, 10:31

Obrigado, Bosco.

Einstein não seria tão ingênuo, nem a comunidade científica.

Einstein foi um gênio, "nada ingênuo"  Razz

As idéias do "bom velhinho" não serão demolidas tão facilmente.

Comentário de outro colega do GSJ - Physics Forums:

O princípio da equivalência de Einstein nunca foi provado.

(Mas também nunca foi negado  Razz ...)

Confere?   Shocked  ?

Quanto a "comunidade científica"...

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Groucho+marx

"Jamais entraria para um clube que me admitisse como sócio."

fonte:
[url]http://www.network54.com/Forum/304711/thread/1410059020/last-1410259693/Equivalence+Principle-+A+Simplified+Test[/img]
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Bosco em 10th Setembro 2014, 04:11

Princípios ou axiomas não se provam, se aceita como um postulado, uma afirmação básica, uma verdade irrefutável. Ou seja, não se prova, mas também não se contesta. Se for possível contestar, deixa de ser um princípio ou um axioma.
Portanto, o princípio de equivalência de Einstein, nunca será provado, mas deverá sempre ser constatado, para continuar a gozar o status de princípio.
Eu sempre pensei que os princípios da física funcionam como camisa de força aos poderes divinos, pois nem mesmo um deus, poderia contrariar os princípios da física. Este ponto de vista reduz a onipotência divina, que embora possa ter criado ou admitido o surgimento de um princípio (para quem crê), impõe para si um limite de atuação.

_________________
A Física é um templo erguido graças ao ceticismo do método científico, que sistematicamente rejeita e contraria a fé

Bosco
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 10th Setembro 2014, 09:44

Grato, Bosco.
As coisas são definidas pelos seus limites.
Admiro Hawkins, em um momento infeliz da vida, declarar que a Filosofia havia acabado.

_________________
Gráviton, onde tu estás que não te encontro Razz ?
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 2027
Idade : 65
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conta de luz atrasada - E agora CERN? Empty Re: Conta de luz atrasada - E agora CERN?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum