Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por LucasCFX em 29th Agosto 2011, 12:43

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Virus

Depois de falar antes de ontem sobre o chip que poderia revolucionar á área de exames clínicos, me pareceu bom demais e foi até difícil elaborar um título que fizesse honra à verdade. O que está escrito acima, "...medicamento que poderia curar todos os vírus", é tão verdadeiro quanto o que o MIT desenvolveu, deu um nome, DRACO, e testou com sucesso contra 15 diferentes vírus. A nota de imprensa diz:


DRACO induz seletivamente a apoptose, um suicídio celular, em células que contenham qualquer vírus dsRNA (bicatenário), o que provoca a rápida morte das células infectadas sem causar quaisquer danos às saudáveis.

Como consequência dessa seletividade, DRACO seria capaz de curar de forma efetiva praticamente todos o vírus ARN bicatenários. Ademais, faria de forma rápida e com pouco dano colateral para o paciente. Em tal sentido, consideremos que na atualidade para a cada vírus corresponde um medicamento antiviral, o que é ineficiente e terrível, sobretudo ante o aparecimento de novos vírus. Por verdade, devemos somar a este novo medicamento a recente descoberta de um anticorpo que pode curar todos os vírus da gripe.

O departamento do MIT encarregado de realizar a pesquisa é o MIT Lincoln Laboratory. O projeto mãe de DRACO tem um nome insuperável: PANACEA (Pharmacological Augmentation of Nonspecific Anti-pathogen Cellular Enzymes and Activities), uma clara alusão à cura universal com a qual sonharam os alquimistas durante séculos.


Entre os vírus contra os quais DRACO foi efetivo, se encontram o do resfriado comum, a gripe H1N1, adenovírus, vírus estomacal, vírus da pólio, vírus da febre da dengue, entre outros. Como menciono mais acima, DRACO é seletivo com suas vítimas, motivo pelo qual não é tóxico para o organismo. Como dado adicional, os cientistas relatam que DRACO pôde curar um rato com uma dose letal do conhecido H1N1. O projeto está em via de confirmar sua principal hipótese, de modo que mais vírus serão revisados.


O Dr. Todd Rider, pesquisador chefe dessa incrível panaceia, desde já forte candidato ao Nobel, afirma que:

- "DRACO tem o potencial para revolucionar o tratamento e prevenção de todas as doenças virais, desde o resfriado comum até o Ebola".


Ainda que permaneça muito reticente e cético penso que notícias como essas parecem trombetas anunciando a chegada de uma nova era para as Ciências da Saúde.

Fonte: Ndig
LucasCFX
LucasCFX
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 75
Idade : 33
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty Re: MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por Carlos Costa em 29th Agosto 2011, 15:04

Os vírus sofrem evoluções; esse medicamento já está preparado para essas mutações dos vírus? Penso que não, os vírus simplesmente após adaptarem-se a esse medicamento vão conseguir contornar o mesmo. Mesmo que elimine vários vírus, eles vão "aprender a lição" e vão evoluir.

_________________
http://cosmosazul.blogs.sapo.pt

Carlos Costa
Administrador

Mensagens : 2172
Idade : 36
Localização : Porto, Portugal

http://cosmosazul.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty Re: MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por LucasCFX em 29th Agosto 2011, 15:30

Acho que não por que o Draco atacaria a estrutura comum a todos eles (as variações entre certos vírus). Para que os vírus sobrevivessem precisariam de mais do que uma simples adaptação como acontece com os antivirais.


Citação da reportagem da revista VEJA:
Resistência — Antibióticos agem interferindo em processos que impedem as bactérias de se reproduzirem, mas não matam as células humanas. Em infecções virais, no entanto, essa tarefa é muito difícil: vírus se multiplicam injetando seu material genético dentro das células hospedeiras. A única forma de lutar contra eles é impedir a ação de algumas proteínas que estimulam o processo, na maioria das vezes causando a morte da célula infectada. Nem sempre, no entanto, drogas conseguem 'localizar' as células com material genético viral antes que a infecção se espalhe. Além disso, vírus podem sofrer mutações com grande frequência, aumentando sua resistência aos medicamentos.

"Há poucos medicamentos antivirais no momento, e os que existem geralmente se ligam a uma parte específica do vírus para bloqueá-lo", diz Rider. O pesquisador explica que, como esses medicamentos existentes são feitos 'sob medida', basta que o vírus sofra ligeiras mutações para se tornar resistente à droga.

Alvo — Para superar o problema, a equipe do MIT usou como alvo algo comum a todos os vírus que atacam células humanas: uma fita dupla de RNA (dsRNA — veja o glossário), constituído pelo material genético do agente infeccioso que será copiado em ambiente intracelular para a produção de um novo vírus. "A droga provoca a morte imediata de qualquer célula infectada que contenha o dsRNA viral, então deve ser bem mais difícil para os vírus ganhar resistência à droga", afirma Rider.

Geralmente, algumas proteínas do corpo disparam mecanismos de alerta tão logo o processo de replicação viral seja identificado pelo organismo. Isso aciona o sistema imunológico. Contudo, nem sempre a resposta do corpo é ágil o suficiente para matar a célula infectada antes que novos vírus, replicados, infestem outras células. Para tornar o contra-ataque mais eficaz, os pesquisadores combinaram uma proteína que se liga ao dsRNA com outra proteína que induz rapidamente um processo conhecido como apoptose, a autodestruição da célula. Resultado: o código genético viral não é passado adiante. "Isso evita que o vírus se espalhe, causando menos mortes celulares do que a infecção", diz Rider.


Os experimentos realizados mostraram que a nova droga não é tóxica em onze diferentes tipos de células – incluindo células humanas do coração, rins, pulmão, fígado e coração e de ratos. Não encontrando infecção viral ao penetrar na célula do corpo, o medicamento não age. Entretanto, se encontrar o dsRNA do vírus, imediatamente leva ao "suicídio" da célula infectada.

Embora promissora, a abordagem ainda passará por inúmeros testes. "São necessários muitos anos para a realização de ensaios animais antes que testes com humanos comecem. Continuamos os experimentos com ratos e esperamos licenciar esta tecnologia com companhias farmacêuticas que possam conduzir ensaios com animais maiores, incluindo macacos. Se a droga for segura e eficaz em todos os animais dos ensaios, empresas farmacêuticas conduzirão testes clínicos com pessoas."

Ricardo Diaz, professor associado do Departamento de Infectologia da Escola Paulista de Medicina, é cauteloso ao avaliar a extensão das aplicações da nova droga. "O que esse novo trabalho fez foi desenvolver uma estratégia que detecta e ao mesmo tempo ativa a caspase – que é a enzima responsável por acionar o mecanismo de apoptose, e isso é genial", diz ele. "Mas em alguns casos, essa abordagem pode ser um pouco mais complicada: por exemplo, muitas células infectadas pelo HIV (vírus da aids) entram em latência, e isso impediria a detecção do vírus por esta estratégia."
LucasCFX
LucasCFX
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 75
Idade : 33
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty Re: MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por Xevious em 29th Agosto 2011, 20:01

Poderia ser usado pra curar cancers também

bastaria pra isso, infectar o cancer com algum virus, que atuasse muito localmente

e daí o Draco, mataria as células cancerosas

Xevious
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 742

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty Re: MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por [Planck]³ em 23rd Dezembro 2011, 17:59

Cada vez que descobrem uma nova maneira de curar uma doença, seja esta principalmente um agente mutagênico, como é o vírus, aumenta a probabilidade de surgir uma nova doença. Primeiro foi a temida gripe espanhola, depois o ebola, depois a gripe aviária e mais recente a gripe suína A H1N1. Aqui no Brasil surgiu uma superbactéria, chamada de KPC. Qual será a próxima epidemia ??

[Planck]³
Iniciante
Iniciante

Mensagens : 28
Idade : 26
Localização : Mossoró

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus Empty Re: MIT desenvolve medicamento que poderia curar ampla variedade de vírus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum