Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Alquimia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Alquimia

Mensagem por Carlos Costa em 30th Outubro 2011, 16:21

A alquimia constituiu uma forma primitiva de química e de técnica laboratorial, e teve uma grande divulgação na Idade Média. Tentava-se converter os metais, procurava-se o alcaeste, dissolvente universal, o magisterio, substância que curaria todas as doenças e o elixir da vida, medicamento que prolongaria a vida indefinidamente.

A alquimia é originária do Egipto e a ela se dedicaram Hermes Trismegisto e Zózimo de Tebas. No Império Romano, Calígula protegeu-a, mas Diocleciano suspendeu-a devido aos abusos que se cometiam com a sua prática. Na Arábia antiga, floresceu a escola da chamada polifarmácia, que, durante muito tempo, se dedicou a queimar, ferver, dissolver, precipitar, sublimar e coagular substâncias químicas, na crença de que a maioria dos metais era composta por mercúrio e enxofre. Os termos álcool, alcali, elixir e bórax devem-se aos alquimistas árabes, que os difundiram na Espanha e depois em toda a Europa.

As primeiras obras de alquimia europeia foram escritas por Roger Bacon (1214-1294) e Alberto Magno (1193-1280). Este último dominou a química prática do seu tempo e considerou a água como elemento mais próximo da essência da natureza do que o enxofre ou o mercúrio. No entanto, o mais famoso alquimista foi Paracelso, cuja obra constituiu o culminar de toda a alquimia precedente. Sustentou que todos os corpos são compostos por sal, enxofre e mercúrio, ou uma mescla ou combinação destas substâncias, e considerou o fogo como um imponderável. Contudo, admitia a existência de um elemento desconhecido e único verdadeiro, comum aos quatro princípios genéricos, a que deu o nome de alcaeste, que seria a panaceia universal e o dissolvente irresistível.

Após Paracelso, os alquimistas europeus dividiram-se em dois grupos: os laboriosos e sensatos que foram precursores da química moderna; e os cultores do lado visionário e fantástico, que levaram a alquimia a um elevado grau de extravagância e são responsáveis pelo conceito negativo em que aquela é tida, injustamente.

Carlos Costa
Administrador

Mensagens : 2172
Idade : 34
Localização : Porto, Portugal

http://torredebabel.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alquimia

Mensagem por Carlos Costa em 30th Outubro 2011, 16:33

Um dos maiores alquimistas da Idade Moderna foi Isaac Newton (1643-1727). Newton dedicou-se durante décadas à alquimia. Muitas vezes passava mais de 16 horas por dia nas suas experiências, e isto durante meses e meses seguidos... até parar devido aos esgotamentos nervosos.

No documentário abaixo é apresentada esta faceta obscura de Newton.




Carlos Costa
Administrador

Mensagens : 2172
Idade : 34
Localização : Porto, Portugal

http://torredebabel.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum