Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por Newtein em 12th Agosto 2008, 21:14

Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Milhares de cartas escritas por Albert Einstein, agora tornadas públicas, vieram revelar detalhes da vida íntima do famoso cientista, entre os quais os inúmeros casos extramatrimoniais que manteve.

Ele é o maior cientista do século XX, sendo o seu nome sinónimo de génio.
Hoje em dia as suas teorias são reconhecidas em todo o mundo, mas até hoje os dados sobre a sua vida privada eram escassos e, em geral, pouco abonatórios, retratando-o como um pai ausente, um marido cruel e adúltero.
Seria Albert Einstein um libertino? Se pudesse responder, talvez dissesse que isso é relativo.

É verdade que numa colecção de 1400 cartas escritas pelo cientista, agora reveladas pela Universidade Hebraica de Jerusalém, se torna claro que teve muitos amores, dois dos quais terminaram em casamento, entre inúmeros casos extraconjugais. Mas o físico era transparente ao ponto de mencionar detalhadamente as suas conquistas nas cartas que escrevia à esposa.
O espólio tinha sido doado à universidade por Margot, filha da sua segunda mulher, Elsa, sob a condição de que o seu conteúdo só se tornasse público vinte anos após a sua morte.

O prazo terminou a 10 de Julho, dia em que o pacote foi aberto, desvelando 3,5 mil páginas de correspondência trocada entre o cientista alemão e as suas duas mulheres e filhas, entre 1912 e 1955, ano da sua morte.
Verificou-se assim que Einstein escrevia quase diariamente a Elsa e Margot, o que contraria a visão de que era um homem frio e distante em relação à família, conforme tem sido descrito em várias biografias.

Sedutor acidental?



Que o autor da teoria da relatividade teve uma dúzia de amantes já se sabia, mas as cartas vieram mostrar que ele discutia abertamente os seus casos extraconjugais com Elsa e Margot.

Durante as suas viagens de estudo e de trabalho queixava-se que as mulheres o incomodavam, dedicando-lhe uma "atenção indesejada" e exagerada.
Num dos manuscritos enviado à sua enteada, em 1931, Einstein lamenta a insistência de uma das suas conquistas, a socialite alemã Ethel Michanowski: “A senhora M. seguiu-me [até a Inglaterra], e a sua perseguição está fora de controlo”.
Ethel envolveu-se com Einstein entre o final da década de 20 e o início dos anos 30, segundo Barbara Wolff, que trabalha com os arquivos do cientista. Na época, tinha cerca de 30 anos - menos 15 que ele - e era amiga das suas enteadas.

"De todas as mulheres, estou apenas ligado à senhora L, que é absolutamente inofensiva e decente.", confidenciou ainda a Margot.
A enteada terá inclusive ajudado o padrasto a contactar outras amantes. Numa outra missiva, Einstein pede-lhe que faça chegar "uma cartinha a Margarita [conhecida como a amante espia russa]" para evitar bisbilhotices.

Mas nem só de amores falam estes documentos. Temas como o Prémio Nobel da Física, os assuntos que estudava, questões monetárias e a preocupação com os filhos também preenchem as entrelinhas.

------------------
O dinheiro:
------------------

Em relação ao dinheiro que recebeu aquando da atribuição do Nobel, o recém-divorciado cientista optou por investir nos Estados Unidos, onde se refugiou durante o nazismo, mas acabaria por perder a maior parte durante a Grande Depressão.

-----------------
Os Filhos:
-----------------

Einstein lidava mal com a esquizofrenia do seu filho Eduard, referindo, muitas vezes, que seria melhor se ele nunca tivesse nascido. Ainda assim, manifestava o seu desejo de receber poemas, desenhos ou notas escritas pelo filho, a quem se referiu como "o mais refinado" dos seus filhos ou "aquele que era da sua natureza".
Já em relação a Margot, não se coibia de expressar o seu amor incondicional. Em 1924 escrevia a Elsa: "Amo-a como se fosse minha filha, talvez até mais, já que nunca se sabe que tipo de pirralha seria [se eu fosse seu pai]".

---------------------
A Relatividade
---------------------

Noutra carta endereçada a Elsa, em 1921, Einstein dá a entender que até mesmo o seu interesse pelo assunto é relativo. "Não tardará a que me canse da relatividade. Mesmo um tema como este, acaba por perder o interesse quando se está demasiado envolvido".
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por Safra em 13th Agosto 2008, 14:08

Bom, a mente de uma pessoa é um enigma, agora tentar descobrir a mesma pelas cartas...é muito difícil. Razz
avatar
Safra
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 494
Idade : 27
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por G. Grivott em 20th Setembro 2008, 20:55

"Para prestar os exames, era preciso meter tudo aquilo na cabeça, quer se gostasse ou não. Essa coação teve sobre mim um efeito tão paralisante que, depois de aprovado nos exames finais, me foi desagradável tratar qualquer problema científico durante um ano inteiro.

ALBERT EINSTEIN

_________________
G. Grivott
http://grivott.blogspot.com/
avatar
G. Grivott
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 170
Idade : 40
Localização : Santa Maria - RS - Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por Newtein em 23rd Setembro 2008, 20:19

G. Grivott escreveu:"Para prestar os exames, era preciso meter tudo aquilo na cabeça, quer se gostasse ou não. Essa coação teve sobre mim um efeito tão paralisante que, depois de aprovado nos exames finais, me foi desagradável tratar qualquer problema científico durante um ano inteiro.

ALBERT EINSTEIN

Simplesmente Einstein lol!

_________________
Que mensagem nos envia a natureza? Qual dos nossos preceitos, que erigimos de forma demasiado fácil em certezas, é preciso pôr em causa? -Albert Einstein

Novo blog:http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por G. Grivott em 26th Setembro 2008, 04:27

"Lá estavam afirmações - como, por exemplo, a da intersecção das três alturas de um triângulo em um ponto - que, embora nada evidentes, podiam contudo ser provadas com tanta certeza que qualquer dúvida parecia fora de questão (...) Parecia ser possível obter algum conhecimento dos objetos da experiência através do puro pensamento."

ALBERT EINSTEIN

_________________
G. Grivott
http://grivott.blogspot.com/
avatar
G. Grivott
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 170
Idade : 40
Localização : Santa Maria - RS - Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cartas de Einstein revelam a sua faceta libertina

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum