Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Participe do fórum, é rápido e fácil

Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.
Física2100
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Novo Mapa da Terra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para baixo

Novo Mapa da Terra Empty Novo Mapa da Terra

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros 11th fevereiro 2024, 12:29

Mapa mais preciso da Terra foi criado por uma equipe de físicos — e tem pouco a ver com o que estamos acostumados

O mapa é apresentado em forma de disco, com cada um dos hemisférios representado em uma de suas faces

Matheus Bianezzi

Um dos grandes desafios dos cartógrafos que tentam criar mapas do mundo é a impossibilidade de recriar a superfície de uma esfera em um plano. Pelo menos de forma fiel, precisa e legível.

O mapa no disco

A última tentativa de criar um mapa que minimize as distorções associadas à representação da superfície da esfera num plano deu um resultado curioso: um plano cujos autores o comparam a um disco de vinil. A razão é que neste mapa o nosso planeta é representado como dois círculos, um mostrando o hemisfério norte e o outro o sul.

O mapa apresenta imperfeições, mas seus autores consideram-no a projeção mais fiel até hoje. “Você não pode fazer tudo perfeitamente", observou Richard Gott, um dos autores, em um comunicado à imprensa. “Um mapa é tão bom em uma coisa quanto pode não ser em representar outras coisas.”

Novo Mapa da Terra Mapa-mais-preciso-da-terra_2bps.960

Um problema de (mais de) meio milênio

A humanidade sabe há milhares de anos que a Terra é esférica, mas isso raramente era um problema, já que os gráficos incluíam apenas a região da Eurásia e a África, enquanto as Américas, a Oceania e a Antártida não entravam nos mapas antigamente.

A isto devemos acrescentar que os mapas não eram tão precisos a ponto das distorções inerentes a este problema se tornarem relevantes. Muitas vezes também não precisavam ser: só na era moderna é que a precisão cartográfica começou a ser vital, principalmente para quem se lançava ao mar.

De Mercator a Winkel Tripel

A projeção de Mercator é uma das mais antigas e ainda hoje uma das mais utilizadas. Esta projeção foi criada no século XVI por Gerardus Mercator com o intuito de facilitar a navegação transoceânica. Embora este mapa mantenha a precisão nas formas de elementos como mares ou países, os tamanhos são visivelmente distorcidos, tornando as áreas próximas aos polos maiores em comparação com aquelas localizadas no equador.

Novo Mapa da Terra Unnamed_nu5m.960


Séculos de trabalho levaram a mapas menos distorcidos. Entre eles, os autores deste novo mapa destacam Winkel-Tripel, uma projeção criada pelo cartógrafo alemão Oswald Winkel em 1921. Este mapa não é tão útil para os navegadores e ainda apresenta distorções em torno dos polos, mas representa um compromisso. É também a representação utilizada pela National Geographic Society.

Mapa de Disco

Se o plano não é perfeito, porque é que os seus autores o consideram próximo disso? Em 2007, David Goldberg e o próprio Gott criaram um sistema de pontuação de mapas baseado em seis critérios: formas locais, áreas, distâncias, curvaturas, assimetrias e cortes.

O sistema de pontuação é o inverso: um mapa-múndi esférico teria uma pontuação de 0,0 e, a partir daí, qualquer distorção adicionada resultaria em uma pontuação mais alta. O sistema de pontuação foi introduzido em um artigo na revista Cartographica: The International Journal for Geographic Information and Geovisualization.

Sendo trabalhos da mesma equipe, não é de estranhar que esta carta seja capaz de minimizar o resultado. Se o Winkel-Tripel teve pontuação de 4.563, o novo mapa reduz o erro para 4.497 pontos.


O grande truque

A nova projeção se orgulha de obter pontuações melhores do que as suas alternativas nas seis variáveis ​​estipuladas por Gott e a sua equipe, mas há uma em que se destaca particularmente graças a um truque: o da continuidade.

Se pegarmos qualquer mapa veremos que existe um corte, geralmente localizado no Oceano Pacífico, entre a Ásia e a Oceania, e as Américas. Esta é uma importante fonte de distorção de acordo com os critérios de Gott e sua equipe. A solução deles: um disco com dois lados.

O mapa de Gott foi desenhado para ser apresentado em forma de disco, o que dá continuidade ao “corte” que vemos no equador (e que, explicam os autores do mapa, também poderia estar localizado ao longo do meridiano zero).

Fonte:
https://br.ign.com/ciencia/119518/news/mapa-mais-preciso-da-terra-e-criado-por-uma-equipe-de-fisicos-e-tem-pouco-a-ver-com-o-que-estamos-ac

_________________
Gráviton, onde tu estás que não te encontro Razz ?
Jonas Paulo Negreiros
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 4038
Idade : 70
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

https://web.archive.org/web/20170721052353/sbtvd.anadigi.zip.net

Ir para o topo Ir para baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para o topo

- Tópicos semelhantes

Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos