Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Massa inercial não existe

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 24th Julho 2016, 01:52

Hipótese: Massa inercial não existe, existe apenas a massa gravitacional.

Quando amparamos um objeto com as nossas mãos, evitando que ele caia ao chão, nós dizemos que experimentamos a sua inércia ou a sua massa gravitacional. Esta resistência que sentimos se deve ao campo gravitacional do objeto que é "atraído" pela gravidade da Terra. Tudo se passa como se o campo da Terra quisesse arrancar o campo do objeto já que este está impedido pela nossa mão, de cair ao chão.

Em geral, as pessoas tem facilidade de enxergar a massa gravitacional e a sua dinâmica.

Quero tentar mostrar aqui que a chamada massa inercial não existe e que o que experimentamos neste caso também é resultado da massa gravitacional conforme acabamos de ver.

Quando empurramos um objeto, percebemos uma resistência e dizemos que experimentamos a sua massa inercial. Errado! O que experimentamos é a sua massa gravitacional.

Hipótese: Empurrar um objeto significa apenas empurrar o seu campo gravitacional, por isto a resistência que aparece tem que ser atribuída ao campo gravitacional.

A inércia ou a resistência de oposição à aceleração é feita sempre pelo campo gravitacional do objeto onde se aplica a força, cujo campo tem dificuldade de acompanhar a mudança para cada nova posição do objeto, de uma forma instantânea. A velocidade de interação do campo gravitacional é a velocidade c, e apesar disso permite um atraso ou delay na reação do campo provocando a sensação de resistência à variação do movimento, ao que chamamos de inércia ou massa. Se esta velocidade fosse maior, menor seria a inércia dos materiais. Se esta velocidade fosse infinita os objetos não teriam massa.

De outra forma, a inércia, e a noção de aceleração, surgem unicamente da interação entre a origem do campo gravitacional (uma partícula) com a sua extensão. A minha proposta é que sempre que empurramos uma partícula, a força aplicada nela, age como se tentássemos arrancar a partícula do seu campo gravitacional, mas sempre que isto ocorre o campo reage pois ele deve acompanhar a partícula onde quer que ela vá, e desta reação ou resistência imposta pelo campo gravitacional nasce a inércia ou massa gravitacional, mas até então chamada de massa inercial.

No campo elétrico a inércia da partícula produzida por ele chama-se carga e funciona de forma equivalente.

Enxergo desta forma por pensar que tudo é feito de campo, campo gravitacional. Se aquilo que empurramos, ou amparamos é apenas campo gravitacional, então a resistência de oposição ou inércia que experimentamos deve ser chamada sempre de massa gravitacional.

A TRG se baseia nesta identidade para criar o Princípio de Equivalência. Na verdade este princípio corrobora com o nosso argumento, pois sugerimos que as massas inercial e gravitacional são coincidentes apenas porque são a mesma coisa. Porque ambas são resultado da inércia de um único campo gravitacional.

Inércia é o mesmo que Massa Gravitacional.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 24th Julho 2016, 21:20

A minha proposta é que sempre que empurramos uma partícula, a força aplicada nela, age como se tentássemos arrancar a partícula do seu campo gravitacional, mas sempre que isto ocorre o campo reage pois ele deve acompanhar a partícula onde quer que ela vá, e desta reação ou resistência imposta pelo campo gravitacional nasce a inércia ou massa gravitacional, mas até então chamada de massa inercial.

No campo elétrico a inércia da partícula produzida por ele chama-se carga e funciona de forma equivalente.

Lei de Lenz:

Segundo a lei de Lenz, o sentido da corrente induzida é o oposto ao sentido da corrente indutora.


A TRG se baseia nesta identidade para criar o Princípio de Equivalência. Na verdade este princípio corrobora com o nosso argumento, pois sugerimos que as massas inercial e gravitacional são coincidentes apenas porque são a mesma coisa. Porque ambas são resultado da inércia de um único campo gravitacional.

Inércia é o mesmo que Massa Gravitacional.

Bosco,

Concordo com você em gênero, número e grau  lol! !

Infelizmente, os cientistas teimam em encontrar essa diferença entre massa inercial e gravitacional.
Eles continuam a gastar muito dinheiro com experimentos cada vez mais sofisticados  Embarassed !

_________________
Gráviton, onde tu estás que não te encontro Razz ?
avatar
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 1758
Idade : 63
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 24th Julho 2016, 23:52

Jonas, não sei se você percebeu mas no seu modelo de gravidade por expansão radial, pelo que entendi, só existe massa inercial, porque a gravitacional surge do movimento de expansão.
No seu modelo não existe massa gravitacional.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Jonas Paulo Negreiros em 25th Julho 2016, 10:49

Bosco escreveu:Jonas, não sei se você percebeu mas no seu modelo de gravidade por expansão radial, pelo que entendi, só existe massa inercial, porque a gravitacional surge do movimento de expansão.
No seu modelo não existe massa gravitacional.

Exato, Bosco!

Obrigado por me lembrar disso  Embarassed !

Em nosso modelo cosmológico (intuídos inicialmente por James Carter e Kelton Gabriel), é indispensável um referencial absoluto. Concordei e concordo com a exclusão da massa inercial dentro do seu modelo, pois nele não há necessidade do dito referencial absoluto.  

Nossos modelos cosmológicos são antagônicos. No entanto, chegamos à conclusão que alguma coisa está sobrando em ambos.

lol!

_________________
Gráviton, onde tu estás que não te encontro Razz ?
avatar
Jonas Paulo Negreiros
Físico Profissional
Físico Profissional

Mensagens : 1758
Idade : 63
Localização : Jundiaí, São Paulo - Brasil

http://sbtvd.anadigi.zip.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por demetrioquina em 28th Agosto 2016, 21:09

Quando vc tenta empurrar uma parede e tirá-la da inércia o que acontece? vc não consegue! Porque? Devido a massa gravitacional! Mas se a força gravitacional não existisse? Nesse último caso, a resistência seria da massa inercial! pois se a parede não oferece resistência alguma na ausência da gravidade, ela não poderia existir como matéria, seus átomos sequer poderiam se unir devido a fragilidade de sua energia de ligação

demetrioquina
Iniciante
Iniciante

Mensagens : 4

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 30th Outubro 2016, 12:58

Bosco, sendo a massa inercial a medida da resistência que um objeto oferece à mudança de seu estado de repouso ou MRU e sendo a massa gravitacional a força gravitacional que atua sobre um objeto, apresento o seguinte fato contrário a sua hipótese.

Dois objetos idênticos, colocados sobre superfícies com coeficientes de atritos diferentes e submetidos a mesma força gravitacional local, irão oferecer resistências diferentes à suas mudanças de estado, pois, neste caso, a resistência depende do coeficiente de atrito da superfície e não da massa gravitacional, ou seja, a massa inercial existe e é diferente da massa gravitacional.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 30th Outubro 2016, 15:01

Me desculpe Demetrioquina, pois só agora vi sua mensagem.
Eu penso que a gravidade é o campo primário que promove todos os outros campos e realidades materiais que conhecemos.
A reação que sentimos ao empurrar uma parede ou esticar uma mola, não depende da massa ou inércia envolvida mas da ligação eletrônica entre átomos e moléculas.
A coesão do átomo é causada pelo campo elétrico entre suas partes. Mas este campo já é secundário, ou seja decorre da presença do campo gravitacional (se eu estiver correto). Uma evidência disto são os neutrinos que não reagem à campo elétrico, só ao gravitacional. Parece que os neutrinos que têm massa ou inércia ínfima, são puro campo gravitacional.
A minha ideia se justifica por exemplo da seguinte forma:
Imagine uma experiência no espaço longe de tudo, numa situação onde seria possível testar-se um neutrino inicialmente em repouso.
Quando se aplica uma força neste neutrino para acelerá-lo, percebe-se uma resistência que permite ou concorda com a aceleração respectiva. Esta resistência ou inércia eu quero dizer que é devida ao campo gravitacional desta partícula.
Fiz uso do neutrino por ele não apresentar nenhum outro campo senão a gravidade, mas nesta proposta pode ser usada para qualquer objeto.
Porque isto ocorre? Ou seja; porque ocorre esta resistência, ou percepção de inércia também chamada de massa inercial?
Porque estando o campo gravitacional do neutrino inicialmente em repouso, distribuído simétrica e esfericamente à sua volta e num ponto A, este campo tem que se rearranjar o mais rápido possível (ele faz à velocidade c) para a nova posição B, para onde o neutrino foi levado pela força que lhe foi aplicada.
Para mim é claro que a reação à mudança do ponto A para o ponto B é devido à uma oposição do campo gravitacional que tem dificuldade de acompanhar imediatamente ou simultaneamente a sua origem que está sendo obrigada a mudar de posição devido a força que lhe foi aplicada. Se não houvesse Campo gravitacional, não existiria resistência ou oposição à mudança da condição de movimento, suprimindo assim a massa ou inércia, e os objetos poderiam ser movidos sem nenhuma força. Mas como eu penso que tudo é campo gravitacional, então não tem como existir objetos ou matéria, quando se extrai deles a sua gravidade. É o que ocorre nos buracos negros, onde a matéria parece converter-se toda em gravidade intensa.
Pensemos mais um pouco.
Se ao invés de acelerarmos este neutrino, agora vamos apenas ancorá-lo de forma que ele não possa sair de onde está.  Feito isto, vamos aproximar dele uma campo gravitacional com 9,8m/s² de aceleração local. Fazendo isto iremos observar que a força da âncora que segura o neutrino se equivale agora ao seu peso ou à sua inércia, que dizemos tratar-se da massa inercial. No entanto percebemos claramente que quem puxa a partícula ou origem do campo gravitacional é o campo gravitacional que supostamente aproximamos do corpo de prova.
Lembram-se que massa inercial é idêntica à massa gravitacional. Então, isto não é uma coincidência, resulta do fato de que nos dois casos quem está sendo colocado à prova é o mesmo campo gravitacional.
Outra observação que aponta nesta mesma direção, é o fato de que carga nada mais é do que a resistência de reação ou oposição ao movimento num campo elétrico. Massa e carga são equivalentes e calculadas de forma simétrica.
Se a carga é uma inércia que se deve apenas ao campo elétrico, então a massa é uma inércia que se reporta apenas ao campo gravitacional.
NGC346, a exposição acima explica em parte sua pergunta.
Conforme sua colocação, a força de atrito depende sim da gravidade. Num local sem gravidade não há aquela força de atrito que você apontou.
Como disse acima a força de atrito depende do campo elétrico ou da coesão entre as moléculas e sua distribuição, portanto não depende da massa. Um material de massa M, pode apresentar um coeficiente de atrito num formato ou disposição, e outro coeficiente quando se alteram estas condições. Uma mesma folha de lixa que tem apenas duas superfícies, muda o seu atrito quando se muda apenas a superfície.
Pense no neutrino:
Porque uma força que acelera um objeto a 9,8m/s², é igual à força que impede que ele caia num campo gravitacional com a mesma aceleração local? Coincidência?
Não, insisto em afirmar que o ponto em comum é que nos dois casos o campo gravitacional é quem reage à força aplicada.
O Principio de Equivalência só se justifica porque massa inercial e massa gravitacional são inércias balizadas ou regidas apenas pela gravidade.


Última edição por Bosco em 27th Junho 2017, 16:24, editado 1 vez(es)

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 30th Outubro 2016, 16:49

Bosco, sendo a força de atrito a resistência que um objeto, em contato com outro, oferece ao movimento e tendo sua origem em forças interatômicas, a força de atrito independe da força gravitacional, pois, a origem das forças são diferentes. Um objeto pode sentir diferentes forças de atrito apenas trocando as superfícies de contato, mesmo estando submetido a uma força gravitacional uniforme. Mesmo que a força gravitacional não exista em um determinado local, se dois objetos estão em contato, então, a força de atrito existe.
Portanto, a força de atrito não depende da massa gravitacional, mas, depende da massa inercial, que é a medida da resistência que um objeto oferece à mudança de seu estado.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 30th Outubro 2016, 18:17

NGC346 escreveu:Portanto, a força de atrito não depende da massa gravitacional, mas, depende da massa inercial, que é a medida da resistência que um objeto oferece à mudança de seu estado.
A força de atrito não depende da massa inercial de um objeto. Depende do seu formato, de como este está fisicamente disposto, e da coesão entre suas partículas. Logo acima, eu havia dado o exemplo de uma lixa, que possui muito atrito numa das suas faces, na outra ela é lisa, com atrito bem inferior, embora a massa inercial seja a mesma.

Se você acelera no espaço, longe de tudo, um objeto à uma razão de 9,8 m / s², e mede em seu dinamômetro que a força aplicada é de 1 kg, porque é então que este mesmo objeto colocado numa balança na superfície terrestre, que apresenta aceleração gravitacional de 9,8 m / s², também pesará 1 Kg como se isto fosse uma estranha coincidência? Se não for pelo fato de que nos dois casos a causa se deve à atuação de um mesmo campo gravitacional, então como você explica ou justifica a equivalência?

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 30th Outubro 2016, 19:13

Bosco, a força de atrito depende da massa inercial do objeto, pois, se a massa inercial do objeto fosse nula, ele não ofereceria qualquer resistência à mudança de seu estado, e sem resistência não há força de atrito. A força de atrito depende do tipo de material e da força normal.
Um objeto longe de tudo seria um objeto que está em um local que não existe campos gravitacionais?

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 30th Outubro 2016, 20:51

NGC346 escreveu:A força de atrito depende do tipo de material e da força normal.
Concordo só com esta sua afirmação. Portanto, o atrito não depende da massa inercial, observando que massa não significa substância, massa é apenas uma sensação de resistência.

NGC346 escreveu:Um objeto longe de tudo seria um objeto que está em um local que não existe campos gravitacionais?
Sim neste local ideal considera-se apenas o campo gravitacional do objeto em questão.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 30th Outubro 2016, 22:56

Bosco, corrigindo os conceitos de massa inercial e gravitacional apresentados anteriormente, têm-se que:sendo a massa inercial a razão entre a força resultante que atua sobre o objeto e a aceleração adquirida por ele e sendo a massa gravitacional a razão entre a força gravitacional que atua sobre o objeto e a aceleração adquirida por ele, apresento o seguinte fato contrário a sua hipótese.

A massa gravitacional de um objeto só existe se existir uma força resultante gravitacional que atue sobre o objeto. Qualquer outra força resultante, de origem não gravitacional, que atue sobre o objeto produz massa inercial.
Quando um objeto está em queda livre a força resultante sobre ele é de origem gravitacional, portanto, pode-se medir a massa gravitacional deste objeto.
Quando um objeto sobe uma rampa sob a ação de uma força resultante, ela não é de origem gravitacional, portanto, pode-se medir a massa inercial deste objeto.
Massa inercial e gravitacional existem.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 30th Outubro 2016, 23:29

NGC346 escreveu:
Quando um objeto sobe uma rampa sob a ação de uma força resultante, ela não é de origem gravitacional, portanto, pode-se medir a massa inercial deste objeto.
Não concordo. Quando você pesa um objeto colocado sobre uma balança, você está testando a massa gravitacional deste objeto.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 31st Outubro 2016, 09:27

Bosco, um objeto sobre uma balança está em repouso, ou seja, sua aceleração é nula. Se a aceleração é nula, a força resultante aplicada sobre o objeto também é nula, portanto, a massa gravitacional, neste caso, é nula. O que a balança mede é a pressão do objeto sobre ela. A pressão depende da força que atua sobre o objeto e da área de contato, enquanto o peso independe da área de contato, portanto, são coisas diferentes.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 31st Outubro 2016, 10:37

Você está equivocado.
Observe que se você levar esta balança e o objeto para o espaço bem longe da terra, a balança não medirá mais o peso conforme estava medindo. Portanto o peso é um resultado da interação do campo terrestre com o campo do objeto a ser medido, apenas.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 31st Outubro 2016, 11:00

Bosco, se objeto e balança forem levados para um local em que não existe campos gravitacionais, a balança não irá medir nada, pois, não havendo força atuante sobre o objeto, ele não irá pressionar a balança. O peso equivale a força resultante de origem gravitacional que atua sobre um objeto. A pressão pode equivaler a uma força, não resultante, de origem gravitacional ou não. Peso e pressão são coisas diferentes, e a balança mede a pressão exercida por um objeto.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Xevious em 31st Outubro 2016, 13:01

NGC346 escreveu:Peso e pressão são coisas diferentes, e a balança mede a pressão exercida por um objeto.
Concordo com um porém

Dois objetos com mesmo volume, mas densidades diferentes, sofrem a mesma pressão.
Mas possuem atrações gravitacionais diferentes.
E isto é mostrado na balança.

Xevious
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 703

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 31st Outubro 2016, 14:52

A pressão que um objeto exerce sobre outro depende da força atuante e da área de contato. Isto é expresso matematicamente por: P=F/A.

O peso de um objeto depende de sua massa gravitacional e da aceleração gravitacional local. Isto é expresso matematicamente por: Fp=m.g.

A massa gravitacional de um objeto depende de seu peso e da aceleração gravitacional local. Isto é expresso matematicamente por: m=Fp/g.

A massa inercial de um objeto depende da força resultante, de origem não gravitacional, que atua sobre ele e da aceleração adquirida por ele. Isto é expresso matematicamente por: m=Fr/a.

O peso de um objeto não é calculado por meio do contato entre objetos, pois, o peso depende apenas da massa gravitacional do objeto e da aceleração gravitacional local, ou seja, sabendo-se a massa gravitacional do objeto e a aceleração gravitacional local, calcula-se o peso do objeto sem a necessidade de balanças ou qualquer outra coisa.

Quando um objeto está em contato com uma balança, ele exerce pressão sobre a superfície desta balança por causa da força gravitacional que atua sobre ele, ou seja, o que a balança mede é a pressão exercida pelo objeto por causa da força gravitacional que atua sobre ele. Um fato simples de que a balança mede a pressão, e não o peso, é o seguinte:
Quando uma pessoa sobe em uma balança com os dois pés totalmente sobre a superfície da balança, ela irá medir um certo valor. Quando a pessoa diminui a área de contato com a superfície, ou seja, tira um dos pés sobre a balança ou fica apenas com a ponta do pé sobre a balança, o valor medido será diferente do valor anterior. Se a balança medisse o peso, o valor não poderia mudar, pois, a força gravitacional atuante e a aceleração gravitacional local não variaram de um caso para o outro.

A massa inercial existe porque um objeto pode ser submetido a uma força resultante e a uma aceleração de origem não gravitacional. Quando um bloco é empurrado com uma certa força resultante e adquiri uma certa aceleração, a força e a aceleração não são de origem gravitacional, sendo assim pode-se calcular a massa inercial deste bloco sabendo-se apenas a força resultante e a aceleração adquirida.
A massa gravitacional é uma particularidade da massa inercial, ou seja, a única situação em que a massa é considerada gravitacional é quando a força resultante e a aceleração são de origem gravitacional.


Última edição por NGC346 em 31st Outubro 2016, 17:43, editado 1 vez(es) (Razão : Correção da expressão matemática da massa inercial)

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por Bosco em 31st Outubro 2016, 16:16

NGC346 escreveu: ...o que a balança mede é a pressão exercida pelo objeto por causa da força gravitacional que atua sobre ele. Um fato simples de que a balança mede a pressão, e não o peso, é o seguinte:
Quando uma pessoa sobe em uma balança com os dois pés totalmente sobre a superfície da balança, ela irá medir um certo valor. Quando a pessoa diminui a área de contato com a superfície, ou seja, tira um dos pés sobre a balança ou fica apenas com a ponta do pé sobre a balança, o valor medido será diferente do valor anterior. Se a balança medisse o peso, o valor não poderia mudar, pois, a força gravitacional atuante e a aceleração gravitacional local não variaram de um caso para o outro.
Você continua confundindo conceitos.
Quando você sobe numa balança, ela mede o peso que está sobre ela, independentemente da área de contato entre o objeto e a plataforma. Uma pessoa sobre uma balança pode estar com ambos os pés apoiados ou apenas um deles que o peso medido será sempre o mesmo. Revise sua afirmação.
A prova disto é que o dinamômetro ou balança de peixeiro, consiste numa mola que desliza junto a uma escala graduada para indicar o peso do objeto pendurado na extremidade da mola. Neste caso mede-se o peso sem a presença da tal pressão que foi inadequadamente apontada no seu texto logo acima.
O peso ou massa gravitacional é o resultado da interação (tração) exclusiva entre os campos gravitacional terrestre e o campo gravitacional do objeto que está sendo pesado. Perceba, que você consegue saber o peso exato de um objeto sem a necessidade de conhecer qualquer de suas propriedades materiais tais como, volume densidade, componentes químicos, etc. O peso desconsidera os aspectos materiais, ele leva em consideração apenas a intensidade do campo gravitacional do objeto que está sendo pesado.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Massa inercial não existe

Mensagem por NGC346 em 31st Outubro 2016, 17:08

Bosco, eu citei este exemplo da balança porque eu lembro de ter tentado fazer isto e observado valores diferentes.
Observe que há uma diferença entre uma pessoa que caminha sobre uma superfície fina de gelo e uma pessoa que se arrasta sobre esta mesma superfície. O peso da pessoa continua o mesmo, mas, é mais provável que o gelo quebre com a pessoa que está caminhando do que com a pessoa que se arrasta sobre ele, pois, a força peso da pessoa que está de pé concentra-se em uma área menor, enquanto a força peso da pessoa que se arrasta distribui-se por uma área maior. Isto é o que acontece em uma balança, o peso do objeto é o mesmo, mas, a pressão exercida por ele pode variar alterando a área de contato e a força sobre o objeto.
Apresento um fato, do qual tenho certeza, de que a balança não mede o peso, mas, a pressão que um objeto exerce sobre a sua superfície. Coloque a palma da mão sobre a superfície de uma balança sem pressioná-la, ou seja, deixe apenas o peso da mão pressionar a balança. Ela irá marcar um certo valor. Agora, force a palma da mão contra a superfície desta mesma balança e verá que o valor medido será diferente. Se a balança medisse o peso, o valor não poderia mudar, pois, a massa gravitacional do objeto e a aceleração gravitacional local não mudaram.

NGC346
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 86

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum