Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Um transístor de papel criado por portugueses

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Newtein em 23rd Setembro 2008, 19:52

Um transístor de papel criado por portugueses



Microelectrónica. Investigadores portugueses criam transístor de papel. Abre-se um mundo de novas possibilidades numa descoberta já falada um pouco por todo o mundo

Podem ser usados na electrónica descartável

Ecrãs de papel, etiquetas ou pacotes inteligentes são algumas das possibilidades que nascem com a invenção dos novos transístores com uma camada fina de papel.

À frente desta investigação está uma equipa de cientistas portugueses do Centro de Investigação de Materiais (Ceninat) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, coordenados por Elvira Fortunato, o 'cérebro' por detrás do projecto.

Os transístores são os equipamentos que vieram substituir as válvulas nos anos 40. Estão hoje presentes nos circuitos integrados da maioria dos dispositivos electrónicos que usamos todos os dias. Para Elvira Fortunato, defini-los é simples. "Um transístor não é mais que um interruptor, que liga e desliga. No fundo é uma chave." Um mostrador de uma máquina fotográfica, por exemplo, utiliza uma matriz activa que faz o endereçamento dos pixeis e casa pixel e é comandado por um transístor de película fina (TFT). Um transístor convencional tem o silício como material de suporte.

A grande novidade aqui é que "utilizamos o papel como material funcional, onde o papel é usado como suporte físico do transístor e simultaneamente como componente electrónico, ou seja, um isolante", diz Elvira Fortunato. O papel tem aqui uma dupla função.

Também a base, que é a parte activa que faz o transístor funcionar, é uma inovação. "Usamos o óxido de zinco, um material barato, usado em várias aplicações entre elas produtos de cosmética e farmacêutica." Tem a grande vantagem de poder ser produzido à temperatura ambiente. As experiências já foram feitas em papel vegetal, reciclado ou cartão. Os resultados são sempre os mesmos. "Funciona na perfeição."

Quanto às futuras utilizações, ainda estão por descobrir. Por ser uma tecnologia onde os materiais utilizados são de baixo custo, "pensamos que pode ter uma aplicação muito grande na área da electrónica descartável", explica Elvira Fortunato.

Por enquanto, ainda são ideias por concretizar, mas estes transístores permitem fazer desde sensores a etiquetas, ou por exemplo serem usados no papel-moeda. Para a engenheira "este é um campo por descobrir. Quando temos uma coisa nova ainda é difícil definir as aplicações que vão aparecer no futuro". Neste momento, ainda não existe nenhum projecto financiado para desenvolver os transístores de papel. "Queremos primeiro optimizar o desempenho dos transístores, aprofundar os conhecimentos sobre o seu modo de funcionamento."

Apesar de a ideia ter partido da cientista, o projecto foi trabalhado por uma equipa que tem vindo a ocupar- -se da área da electrónica transparente dentro da universidade. Dela também fazem parte Rodrigo Martins, chefe do laboratório, Nuno Correia (que fez os transístores), Pedro Barquinha, Gonçalo Gonçalves e Luís Pereira.

"O transístor de papel vem um bocadinho por acréscimo. Já trabalhávamos com estes materiais à temperatura ambiente e tínhamos as condições reunidas para poder usar o papel", esclarece Elvira Fortunato.

O primeiro transístor foi feito em Dezembro de 2007, mas apenas divulgado em Julho deste ano, depois de já terem submetido a patente. Dois dias depois de esta notícia ter começado a percorrer o mundo (milhares de entradas no Google), a cientista ganhou um prémio de 2,5 milhões de euros, na área da electrónica transparente, atribuído pelo European Research Council (ERC). O dinheiro ganho já tem destino. "Vai permitir consolidar a equipa, financiá-la durante os próximos cinco anos e comprar um grande equipamento da área da nanotecnologia com características únicas, que ainda não existe em Portugal."

_________________
Que mensagem nos envia a natureza? Qual dos nossos preceitos, que erigimos de forma demasiado fácil em certezas, é preciso pôr em causa? -Albert Einstein

Novo blog:http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Newtein em 23rd Setembro 2008, 19:59

Mais uma vez Portugal demonstra que tem um optimo futuro pela frente a nivel tecnologico

_________________
Que mensagem nos envia a natureza? Qual dos nossos preceitos, que erigimos de forma demasiado fácil em certezas, é preciso pôr em causa? -Albert Einstein

Novo blog:http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por tig em 23rd Setembro 2008, 20:04

Portugal apenas lhe falta algum investimento no campo da investigação, porque temos bons investigadores mas todos tem de ir para o estrangeiro por falta de meios em Portugal! É pena mas parece que isto está a mudar...
avatar
tig
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 325
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Newtein em 23rd Setembro 2008, 20:17

tig escreveu:Portugal apenas lhe falta algum investimento no campo da investigação, porque temos bons investigadores mas todos tem de ir para o estrangeiro por falta de meios em Portugal! É pena mas parece que isto está a mudar...

Sim Portugal esta no caminho certo e quem sabe se nao alcanssaremos de novo a gloria do tempo dos descobrimentos.

_________________
Que mensagem nos envia a natureza? Qual dos nossos preceitos, que erigimos de forma demasiado fácil em certezas, é preciso pôr em causa? -Albert Einstein

Novo blog:http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por JoTa_9 em 23rd Setembro 2008, 20:28

Seria de uma ironia fantástica!
Mas é justo! XD
avatar
JoTa_9
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 166

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Carlos Costa em 23rd Setembro 2008, 21:04

Tópico movido para a secção Física Aplicada.

Carlos Costa
Administrador

Mensagens : 2172
Idade : 33
Localização : Porto, Portugal

http://gaiaciencia.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Safra em 24th Setembro 2008, 18:43

Um avanço considerável para a área eletrônica, só me incomoda um fato:

"pensamos que pode ter uma aplicação muito grande na área da electrónica descartável"

É claro que pode ser direcionada em âmbito medicinal, mas de maneira geral, ao invés de focar políticas em materiais descartáveis (O que acho um erro muito grande, em vista ao cenário mundial) poderiam focar mais em tecnologias de redução de custos em algo permanente, e métodos de reaproveitamento desta nova descoberta.
Antes estas medidas, do que lançar ao mercado. (Se bem que vai demorar Razz )
avatar
Safra
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 494
Idade : 27
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um transístor de papel criado por portugueses

Mensagem por Newtein em 24th Setembro 2008, 21:52

Safra2008 escreveu:Um avanço considerável para a área eletrônica, só me incomoda um fato:

"pensamos que pode ter uma aplicação muito grande na área da electrónica descartável"

É claro que pode ser direcionada em âmbito medicinal, mas de maneira geral, ao invés de focar políticas em materiais descartáveis (O que acho um erro muito grande, em vista ao cenário mundial) poderiam focar mais em tecnologias de redução de custos em algo permanente, e métodos de reaproveitamento desta nova descoberta.
Antes estas medidas, do que lançar ao mercado. (Se bem que vai demorar Razz )

Bem pelo que li sobre isto penso e este novo engenho seja totalmente reciclado o que exclui esse problema.

_________________
Que mensagem nos envia a natureza? Qual dos nossos preceitos, que erigimos de forma demasiado fácil em certezas, é preciso pôr em causa? -Albert Einstein

Novo blog:http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt
avatar
Newtein
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 401
Idade : 25
Localização : Barcelos

http://aventurasdafisica.blogs.sapo.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum