Física2100
Olá visitante!

Por favor, faça login ou crie uma conta se ainda não estiver registado.

Luz desvia luz, portanto expansão acelerada do universo, não existe

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Luz desvia luz, portanto expansão acelerada do universo, não existe

Mensagem por Xevious em 16th Agosto 2017, 14:32

Isto é algo que venho dizendo a anos, que até pode existir uma expansão do universo, mas não de forma acelerada assim como é dita.
Porque a luz sofre interferências no seu trajeto no espaço, e estas interferências, causam uma perda da energia da luz, causando um desvio para o vermelho.

E quanto mais área percorrida, mais desvio.

Aqui a matéria que fala que o LHC concluiu que luz desvia a luz.


LHC detecta luz desviando luz


Diagrama ilustrando a interação luz pela luz e a equivalente aproximação dos fótons

Luz que desvia luz

A Colaboração ATLAS, uma equipe internacional responsável por um dos quatro grandes detectores do LHC, anunciou ter detectado pela primeira vez uma interferência na luz gerada pela própria luz.

O fenômeno consiste em um fóton, que não tem massa detectável, chocando-se com outro, ocasionando um desvio na trajetória de ambos.

Embora prevista pela teoria quântica, a dispersão da luz pela luz nunca havia sido observada.

"Este resultado é um marco: é a primeira evidência direta da luz interagindo consigo mesma em altas energias. Este fenômeno é impossível nas teorias clássicas do eletromagnetismo; consequentemente, esse resultado fornece um teste sensível para a nossa compreensão da teoria quântica do eletromagnetismo," disse o físico Dan Tovey.

Dispersão luz-luz

O fenômeno foi visto conforme "pacotes" de íons de chumbo são acelerados ao longo dos 27 km do anel do LHC. Nesse processo de aceleração, cria-se um enorme fluxo de fótons ao redor dos pacotes. Quando os pacotes de íons vindos dos dois lados do anel finalmente se encontram, no centro do detector ATLAS, muito poucos colidem realmente.

Contudo, a expectativa era que os incontáveis fótons ao redor dos pacotes pudessem interagir, o que os físicos chamam de "colisões ultraperiféricas".

E foi o que aconteceu - ao menos em 13 ocasiões dos 4 bilhões de eventos estudados. Com isto, foi possível atribuir uma "nota" de 4,4 sigmas à interação luz-luz, o que fez com que o LHC anunciasse o resultado como a primeira evidência desse fenômeno em altas energias.

Os físicos do ATLAS continuarão a estudar a dispersão luz-luz durante a próxima corrida de íons pesados do LHC, prevista para 2018. Mais dados melhorarão ainda mais a precisão do resultado e poderão abrir uma nova janela para estudos de uma física além do modelo padrão atualmente aceito.

fonte: Inovação Tecnológica

Xevious
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 703

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luz desvia luz, portanto expansão acelerada do universo, não existe

Mensagem por Bosco em 17th Agosto 2017, 02:04

Xevious escreveu:Porque a luz sofre interferências no seu trajeto no espaço, e estas interferências, causam uma perda da energia da luz, causando um desvio para o vermelho.
Se o choque é perfeitamente elástico (e assim deve ser), o desvio ocorre mas a velocidade das partícula não se altera.

_________________
É mais fácil construir um universo associando efeitos, do que reunindo "substâncias".

Bosco
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 470

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luz desvia luz, portanto expansão acelerada do universo, não existe

Mensagem por Xevious em 17th Agosto 2017, 04:08

Bosco escreveu:o desvio ocorre mas a velocidade das partícula não se altera.
primeiro que tu não pode ter certeza disto

já sabemos que a luz varia sua velocidade com o meio (aí podemos entrar na discussão entre o funcionamento particula/onda, mas afinal da na mesma)
e concluímos que a valor de velocidade "C" seria o limite
como meio, podemos definir tudo que não seja vacuo
e acabamos de saber que a própria incidência de quantidade de luz, é algo que também não é vácuo
já que foi provado que a luz desvia a luz
então também deve variar a velocidade da luz, conforme a incidência da luz

depois que não é medida a velocidade da luz que chega aqui
e sim é analisada sua cor (o tal do desvio para o vermelho)
ao ocorrer a interferência, além do desvio da trajetória (que por sí só causaria um desvio para o vermelho, afinal podemos considerar como branco a incidência direta)
também parte energia de momento(Lorentz) é perdida, com menos energia também ocorre o desvio para vermelho

enfim qualquer coisa que cause menos energia ocorre o desvio para o vermelho

sobre minhas contestações sobre a expansão rápida do unvierso
é que essa conclusão foi criada exatamente por causa do desvio para o vermelho
e que ele se acentua, quanto mais longe é o astro

a conclusão de que o desvio da luz, é provocada pela interferência da própria luz, também apresentaria esta caractarística
de que quanto mais longe mais desvio, afinal quanto mais longe mais quantidade de interferência

por outro lado há discrepância nessa conclusão
porque vemos galáxias indo uma na direção da outra, se aglutinando aos montes
e ainda os super-aglomerados de galáxias
e com uma expansão assim tão acelerada, isto não deveria ocorrer

então não digo que não exista expansão
só que temos que "retirar" os componentes naturais que existem no desvio para o vermelho

a conclusão que tivemos no passado foi imprecisa..

é natural que existam ajustes
mas também sei que existe uma certa inércia nas atualizações relativas a informações já consagradas
afinal, a quantidade de coisa que teria que ser re-escrita..

por outro lado é necessário, porque se mantermos as imprecisões, manteremos grandes erros, principalmente quanto as distâncias e velocidades dos astros no universo..

Xevious
Físico Amador
Físico Amador

Mensagens : 703

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Luz desvia luz, portanto expansão acelerada do universo, não existe

Mensagem por Gauss em 18th Agosto 2017, 01:01

O LHC constatou algo que já se sabia ser verdade com uma probabiliade muito alta. Muitas previsões do modelo padrão ainda estão por verificar mas até agora não temos estado errados.

Queria aproveitar para deixar conhecimento da área. Light by light scattering é o nome de um processo extremamente raro no qual dois fotões trocam um fermião (por exemplo um electrão), e emitem cada um mais dois fermiões. Esses fermiões são reabsorvidos na forma de dois fotões. Cinematicamente isto provoca uma alteração na direcção dos fotões finais mas não na velocidade. Todos os fermiões trocados no processo são virtuais (existem por tempo limitado).

A razão pela qual isto é raro é porque os fotões não interagem directamente entre si. Isto é uma consequência dos fotões só interagirem com partículas carregadas. Os fotões não são carregados, logo precisam de interagir com partículas virtuais carregadas para poder interagir indiretamente.

Gauss
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 305
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum